quinta-feira

Urdir com pau de cruz. Projeto e enfiagem no pente

O fio simbólico


SEGREDO E VISIBILIDADE. TRADIÇÃO E TRANSMISSÃO

Os preceitos básicos da tecelagem mantêm-se os mesmos desde os tempos pré-históricos até os nossos dias. Entretanto, para que uma técnica sobreviva, é necessário que circule.
Tudo que se transmite repetidamente é tradição.
Desde que o homem subsitituiu peles de animais por trançados, a tecelagem nos acompanha em todos os cantos do mundo.

No Brasil, os escravizados trouxeram seus teares de dois pedais escondidos entre a parca bagagem. Em certas regiões de Minas Gerais, os europeus introduziram a técnica de quatro pedais a seu modo: ensinando a repetir sem criar, por meio de "receitas".

Os índios produziam complexos padrões apenas repetindo os mais velhos. A base da permanência da tecelagem no Brasil está calcada na oralidade e, consequentemente, na observação direta e na memória.

A repetição de padrões garante a unidade do grupo e o pertencimento do indivíduo. Importante é repetir exatamente igual aos antepassados, depositários do conhecimento e responsáveis por sua permanência.
A autoria e a inovação, entretanto, objetivam distinguir um indivíduo em relação aos demais, singularizando-os. O "novo" é uma obsessão em nossa sociedade.

A partir destas premissas, muito temos a refletir sobre o segredo e a visibilidade. Quando ensinar? Quando manter em segredo? Quem merece saber? De quem devemos esconder?
Separar o que merece permanecer do que não merece é uma instância de consagração bastante visível na seleção de conteúdos programáticos de instituições de ensino, na seleção de conteúdos da mídia, na seleçãode obras que "merecem" ocupar espaço em museus.

A Tecelagem Manual, a cestaria, as artes praticadas pelo povo, enfim, tudo que não é enquadrado pelo olhar eurocêntrico da História da Arte, tal como nos é apresentada à primeira vista, são práticas abarcadas pela Antropologia, pela Cultura Popular, pelo "folclore".
As distinções entre os termos artesanato e arte são questões debatidas exaustivamente nos meios acadêmicos.

A Tecelagem Manual também é vista como "terapia", assim como o canto, a dança, o riso, o beijo, enfim, tudo que os rituais que perdemos levaram consigo.
Neste momento, diversos grupos "inventam" novos rituais de casamento, de batismo, de velórios, de passagens.
Tecer trazendo no coração todas estas perguntas é muito mais que produzir objetos de uso como tapetes e tecidos. 

Dicas e variedades. Aulas on line grátis

quarta-feira

Mestrado diploma


























Diploma de Mestrado em Antropologia da Arte pela  Universidade Federal do Rio  de Janeiro.
Tema: "Segredo e Visibilidade na Tecelagem Manual no Brasil"

sexta-feira

Tecelagem artística

Na próxima quinta, dia 14 de junho, de 15h as 18h, haverá uma aula demonstração de tecelagem artística, em Laranjeiras.
O curso regular será em início de julho. 
Professora Márcia Gonçalves
Informações e reservas: tecelagemmanual@gmail.com



Tecelagem artística, em tear de bastidor: construção de murais e painéis têxteis, em artes plásticas.
Tanto pode reproduzir um desenho, quanto criar livremente a obra, plana, ou com volumes e texturas diversas.
Pode servir como quadro de parede, divisória, filtro de luz, elemento de beleza e composição de recintos.
No curso, criamos pequenas peças para explorar algumas das infinitas possibilidades oferecidas pelo tear em sua imensa generosidade artística, geradas em nossas mentes e coração, saídas através de nossas mãos.
Puro amor.


Material para aula em tear de quadro:
Fios diversos: grossos, finos, cores e tons neutros, fita métrica, tesoura, 1 folha de papel pardo, lápis, caneta pilot.

Se tiver ideia do que deseja produzir, o aluno deve levar as fotos da inspiração.







terça-feira

segunda-feira

Curso intensivo de Tecelagem manual no Atelier Café do Pátio na Fábrica Bhering.
Professora  Márcia Gonçalves.
Sábado dia 2 de junho 2018.
De 11h as 17h
Contato: tecelagemmanual@gmail.com










quarta-feira

Mandalas tecidas

Aprenda a fazer mandalas com fios e palitos ou papel.



terça-feira

Tecelões de Van Gogh

"Em janeiro de 1884, Vincent van Gogh escreveu a seu irmão Theo:
' Então, por exemplo, eu estive estudando os tecelões enquanto estive aqui. Você conhece muitos desenhos de tecelões? Eu só muito poucos. Até agora já fiz 3 aguarelas deles. Essas pessoas são difíceis de desenhar porque nos pequenos quartos eu não posso chegar longe o suficiente para desenhar o tear. Acho que é por isso que as tentativas de fazê-lo geralmente falha. No entanto, encontrei aqui uma sala onde existem dois teares e onde pode ser feito. "

Tecelões de Van Gogh



















Íntegra da carta

Palestra "As tecelãs do Olimpo"

 "As tecelãs do Olimpo" é o tema da palestra da Professora de História da Arte Ana Cristina Nadruz, uma pequena introdução à Mitologia Grega e seus mitos ligados à Tecelagem: Athená e Aracne, Penélope e as Moiras, ilustrados com obras de arte .
Se você tiver interesse, avise-nos, e confirmaremos dia e hora, e forma de pagamento.
Um abraço para todos
Tecelagem Manual RJ
















quarta-feira

Cursos 2017

Ensinamos tecelagem em tear manual para confecção de tapetes e tecidos no Rio de Janeiro, ao vivo, ou por whatsapp e skype para outros estados.
É muito bom tecer. Terapia, arte, diversão e passatempo. E ainda podemos vender os produtos. 

Material: Tesoura, fita métrica, cartolina de qualquer cor, papel pardo, caderno ou papel para anotações, e no mínimo duas cores de lã para tapetes, ou barbante.
Inscrições pelo e-mail:
tecelagemmanual@gmail.com

Enviem com seus telefones celulares, para contatos urgentes.

terça-feira

Material para o curso

Para tecer em casa, é necessário ter:

- Um tear do tamanho escolhido: 40cm , 60 cm, 80 cm, 1,20m.
Sugiro, para quem pretende trabalhar com os teares mais largos, comprar teares de pedal, para não sobrecarregar a coluna.
(40 cm é o tamanho ideal para transportar para as aulas)

- 01 urdideira (para separar os fios do urdume)
- Uma chave de tensão
- Uma passete (ou pescador)
- Várias navetes, principalmente as menores, para quem quer trabalhar com tapetes e kilim)
- Pau de cruz (utilizado no processo de colocação da urdiduras mais longas e/ou coloridas)

- Tesoura, fita métrica, papel pardo, cartolina e um caderno de receitas)

Tanto a Arte Viva quanto a Arte Madeira estão no mercado há décadas. A aquisição é realizada por encomenda. As fábricas ficam em Florianopolis e São Paulo, respectivamente.


http://www.artevivatear.com.br/

Prefiro a chave de tensão da Arte Viva
E a catraca de ferro é mais duradoura, por razões óbvias.
(Catracas de ferro. Chave de tensão que prende nos dentes da catraca)

http://www.artevivatear.com.br/faleconosco/index.php


http://www.julioteares-artemadeira.com.br/
Catracas de plástico.
Também muito bons os teares, mais em conta)


 (11) 3858-3727 / 3951-4600 / 2239-9633 /(11) 7885-7244 – Nextel: ID - 55*9*17324